taxonomia-de-bloom

O que é Taxonomia de Bloom? Entenda a versão revisada

A Taxonomia de Bloom é um sistema que cria uma hierarquia para os diferentes níveis de cognição, classificando em objetivos os processos de ensino e aprendizagem.

Dessa forma, os professores podem aplicar a taxonomia no ensino de suas matérias para garantir que o aluno realmente aprenda e saiba como utilizar o conhecimento adquirido.

Entender esse sistema permite que os educadores façam planos de aula melhor estruturados, pois conseguem cobrir todos os níveis de conhecimento e cognição.

Para te ajudar a entender o que é e como funciona a Taxonomia de Bloom, vamos passar pelos seguintes tópicos neste artigo:

  • O que é Taxonomia de Bloom?
  • Quais são os verbos da Taxonomia de Bloom?
  • Como se aplica a Taxonomia de Bloom?

Boa leitura!

O que é Taxonomia de Bloom?

A Taxonomia de Bloom ou Taxonomia dos Objetivos Educacionais é um sistema que organiza os processos de ensino e aprendizagem e seus objetivos em uma estrutura hierárquica. 

O trabalho que originou a Taxonomia de Bloom foi feito por uma comissão multidisciplinar de professores de diversas universidades estadunidenses em 1956. O líder do projeto foi Benjamin S. Bloom, por isso o sistema leva seu sobrenome. 

A Taxonomia auxilia a estruturar desde o sistema educacional de ensino de uma escola ou universidade, passando pela formas de avaliação utilizadas até as estratégias das aulas.

Dessa forma, o objetivo é que o aluno adquira um conjunto de habilidades desde o nível mais básico até o mais avançado, dentro de cada etapa da vida estudantil.

Quais são os verbos da Taxonomia de Bloom?

Agora que você já sabe o que é a Taxonomia de Bloom, vamos falar quais são os verbos correspondentes a cada nível do sistema.

Para isso, é importante saber que o estudo de 1956 foi revisado em 2001, por um novo grupo de psicólogos cognitivos, teóricos e pesquisadores da área da Educação.

A classificação original passou a ser denominada por verbos, mantendo a pirâmide de classificação dividida em seis partes.

taxonomia-bloom-original-revisada
Taxonomia de Bloom: original X revisada | Fonte: Unina.

Verbos da classificação original da Taxonomia de Bloom

Antes de falarmos da versão revisada, é importante conhecer os verbos que designam cada classificação na versão original. São eles:

1. Conhecimento

Envolve a explicação e memorização de fatos e conceitos. O objetivo é fazer com que o alunos fique ciente da existência de um determinado conteúdo. 

Um exemplo é o ensino das quatro operações básicas da Matemática, que são a base para compreender a matéria.

Verbos: enumerar, definir, descrever, identificar, denominar, listar, memorizar, ordenar e reconhecer.

2. Compreensão

A compreensão dentro da Taxonomia de Bloom é a fase onde o aluno consegue dar significado ao conhecimento e resolver situações com ele.

Por exemplo: o professor de matemática cria uma situação problema que envolve a realização de uma conta ao invés de apenas perguntar a operação matemática diretamente para o aluno. 

Verbos: resolver, resumir, classificar, discutir, identificar, interpretar, reconhecer, redefinir, selecionar, situar e traduzir.

3. Aplicação

Já na fase de aplicação da Taxonomia de Bloom, o aluno consegue aplicar o conhecimento em outras situações concretas fora da sala de aula.

Continuando nosso exemplo matemático, quando o aluno usa a regra de três para resolver um conta no cotidiano, ele está aplicando o conhecimento. 

Verbos: aplicar, alterar, programar, demonstrar, operacionalizar, organizar, prever, preparar, produzir, operar e praticar.

4. Análise

Na etapa de análise da Taxonomia de Bloom, o aluno entende e consegue dividir o conteúdo, percebendo a relação entre cada parte para o conhecimento do todo.

Colocando na prática, um aluno que consegue analisar o conteúdo pode explicar a um colega uma parte que ele não entendeu.

Verbos: analisar, reduzir, classificar, comparar, relacionar, selecionar, separar, subdividir, calcular, discriminar, examinar e questionar.

5. Síntese

Na fase de síntese do conhecimento dentro da Taxonomia de Bloom, o aluno tem a habilidade de criar novos produtos e padrões com base no que aprendeu sobre uma matéria  e chegar a novas proposições.

Um exemplo disso são os projetos de pesquisa universitária, onde os alunos utilizam conhecimentos de outros pesquisadores para elaborar suas teses. 

Verbos: categorizar, combinar, formular, generalizar, inventar, revisar, reescrever, resumir, sistematizar, montar e projetar.

6. Avaliação

Fechando a classificação da Taxonomia de Bloom, na avaliação, o aluno é capaz de fazer um julgamento de um projeto ou pesquisa relacionado ao seu tema de estudo com base em evidências/critérios claros. 

Verbos: concluir, contrastar, criticar, resumir, apoiar, validar, escrever avaliação, detectar, estimar, julgar e selecionar.

Verbos da Taxonomia de Bloom revisada

Na Taxonomia de Bloom revisada, a estrutura permanece com seis itens. Mas agora, cada fase é denominada diretamente por um verbo.

Na revisão, além do aspecto do conhecimento que o aluno adquire, também foram considerados os aspectos cognitivos da aprendizagem. Os seis principais verbos são:

  1. Lembrar: o aluno sabe repetir e memorizar conceitos básicos do conteúdo;
  2. Entender: o aluno consegue explicar ideias ou conceitos aprendidos;
  3. Aplicar: o aluno utiliza a teoria para resolver situações práticas;
  4. Analisar: o aluno é capaz de usar o conhecimento adquirido para testar se uma hipótese é válida ou não;
  5. Sintetizar: o aluno consegue criar argumentos para justificar uma posição ou ideia criada por ele mesmo e outros;
  6. Criar: por fim, o aluno cria uma proposta original depois de aprender, testar e validar sua proposta.

Como se aplica a Taxonomia de Bloom?

Para aplicar a Taxonomia de Bloom, o professor deve pensar nos planos de aula e nas atividades, de forma que o aluno consiga adquirir cada uma das habilidades dentro do seu nível de aprendizado. 

A Taxonomia de Bloom vai acompanhando cada fase de aprendizado e, por isso, é importante que o aluno tenha uma boa formação desde sua base.

Na hora de estruturar uma aula, o professor deve sempre responder três perguntas:

  • O que o aluno precisa aprender?
  • Qual método de ensino será utilizado?
  • Qual o objetivo de passar aquele conhecimento?

Use a tecnologia como aliada no aprendizado

A transformação digital na educação trouxe à sala de aula novas tecnologias que facilitam o trabalho dos professores e a maneira como os alunos aprendem.

Esses recursos podem ser utilizados para alcançar os propósitos da Taxonomia de Bloom, pois as ferramentas podem ajudar os alunos a desenvolver os aspectos cognitivos do aprendizado.

Conheça o Google for Education e as ferramentas voltadas para a educação que contribuem para ter mais qualidade em todos os aspectos da gestão escolar.

A Safetec Educação pode ajudar a levar essa inovação para sua escola. Entre em contato com a nossa equipe e saiba como podemos te ajudar a alinhar a tecnologia com seu método de ensino.

Compartilhe com seus amigos!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn