autoavaliacao-do-aluno

GUIA sobre autoavaliação do aluno e como fazer

A autoavaliação do aluno é uma ferramenta que o professor pode utilizar para estimular os alunos a analisarem seu comportamento, estratégias de estudos e o conteúdo aprendido.

Geralmente, é o professor que está a frente do processo de avaliação das turmas, mas abrir espaço para os alunos terem autonomia permite que eles exercitem seu lado crítico.

Como em toda avaliação efetiva, não se trata apenas de se autocriticar de forma genérica. A autoavaliação do aluno precisa ser objetiva e gerar ações de melhoria.

Além disso, o momento em que ela é proposta também precisa ser estratégico. Por exemplo, ao invés de o aluno se autoavaliar apenas no fim do bimestre/semestre/ano, o professor pode incluir autoavaliações de atividades para obter análises mais fidedignas.

Para otimizar a compilação e a atribuição de notas, a melhor opção é digitalizar os formulários, usando ferramentas digitais para professores como o Google Formulários.

Quer aprender como conduzir a autoavaliação do aluno? Continue a leitura e leia nosso guia completo sobre o assunto.

O que é uma autoavaliação educacional?

A autoavaliação educacional do aluno é utilizada para que cada estudante possa analisar os pontos fortes e fracos em relação ao seu processo de ensino e aprendizado

Dessa forma, de acordo com o tipo de autoavaliação aplicada, o aluno pode dar um feedback geral sobre sua evolução ou se autoavaliar em relação ao aprendizado de um tema ensino pelo professor.

Um exemplo de autoavaliação do aluno é: o aluno faz uma atividade sobre o livro que a turma leu. O professor manda um formulário com os principais pontos que deveriam ter sido compreendidos na atividade.

O aluno, então, analisa tópico por tópico e marca dentro da escola definida se compreendeu completamente, médio ou nada de cada critério.

O objetivo de aplicar a autoavaliação do aluno é que ele fique ciente do seu desempenho atual e seja orientado pelo educador como melhorar onde for necessário.

Por que usar o método de autoavaliação?

Um dos motivos para usar o método de autoavaliação do aluno é ajudar cada estudante a fazer melhorias graduais no seu desempenho.

Imagine aplicar uma autoavaliação depois de um ano letivo e receber vários feedbacks negativos, mas que poderiam ter sido melhorados se fossem identificados antes?

Esse tipo de feedback mais desmotiva do que incentiva os alunos a focarem no seu desenvolvimento.

Planejando os momentos de autoavaliação do aluno ao longo do ano, a turma vai se acostumando com o processo e consegue ser mais assertiva ao analisar sua evolução e necessidades de melhoria.

Outro motivo é que com a autoavaliação do aluno, o professor estabelece critérios para conseguir dar uma nota e fazer um repasse coerente para os alunos.

Se a análise for muito subjetiva e não tiver fatos para embasar as ponderações, o aluno não consegue se orientar e fazer as melhorias necessárias.

Exemplo de autoavaliação do aluno: como montar?

Para fazer uma boa avaliação, o formulário de autoavaliação deve ser bem elaborado para que o processo seja o mais objetivo possível.

O professor pode criar folhas padrão de autoavaliação do aluno, lembrando que deve existir o espaço para o aluno preencher e ao lado ou embaixo o campo do professor.

Abaixo listamos os itens de um exemplo de autoavaliação do aluno que analisa o desempenho em uma atividade. 

1. Explicação dos objetivos

Crie um primeiro parágrafo introdutório que contextualiza os objetivos da autoavaliação do aluno. Explique o que está sendo avaliado, quando o conteúdo foi aprendido e passe as instruções necessárias.

2. Lista de critérios de avaliação

Os critérios da autoavaliação do aluno devem estar relacionados ao objetivo da avaliação. 

Se é sobre uma atividade/trabalho realizado, quais são os critérios que o aluno deve aprender sobre o tema. Eles podem ser listados em tópicos e o aluno responde dentro de uma escala.

3. Critérios de revisão do trabalho

Além do conteúdo em si, é importante que o aluno entenda que ele precisa demonstrar conhecimento gramatical, ortográfico para que seu texto tenha coerência e coesão

Nas etapas 3 e 4, o professor também faz sua avaliação do aluno e depois faz um repasse para ajustar os pontos de melhoria.

4. Pontos de melhoria

É importante registrar por escrito os pontos de melhoria e as ações que foram combinadas entre aluno e professor para trabalhar nas próximas tarefas.

Utilizando uma ferramenta de processamento de texto digital como o Documentos do Google, por exemplo, é possível arquivar essas avaliações e organizar em pastas individuais no Drive — que o professor pode compartilhar com cada aluno individualmente. 

Leia também: 10 ferramentas do Google para professores.

Cuidados ao aplicar uma autoavaliação

Agora que você já sabe como montar uma autoavaliação do aluno, confira algumas posturas que devem ser evitadas para garantir um processo efetivo:

  • Exclua a opção do aluno se dar uma nota na autoavaliação. Esse deve ser uma atribuição apenas do professor;
  • Seja claro e objetivo na criação de perguntas e definição de critérios. Isso facilita a resposta dos alunos, guiando-os durante a autoavaliação;
  • Não deixe de dar feedbacks das autoavaliações. A opinião do professor é importante e os alunos querem saber;
  • Divida as autoavaliações do aluno ao longo do ano para permitir a evolução gradativa da turma.

Qual a importância da autoavaliação do aluno?

A autoavaliação do aluno é importante porque coloca o aluno como parte ativa do seu próprio desenvolvimento.

Quando apenas o professor avalia, os alunos podem ter dificuldades de assimilar o que eles aprenderam e o que ainda precisa ser melhorado.

Já quando os estudantes repassam os critérios de aprendizado e analisam seus trabalhos, conseguem perceber se conseguiram compreender os pontos necessários ou não. 

Por isso, crie os formatos necessários de autoavaliação do aluno e aplique-os para implementar uma cultura proativa dentro da escola.

Digitalize as tarefas da sala de aula

Chega de acumular papel e perder a autoavaliações dos alunos! Você pode utilizar ferramentas digitais para professores para facilitar o seu dia a dia na sala de aula.

O Google For Education fornece um conjunto de aplicativos voltados para educação que podem ser usados desde o setor administrativo até a sala de aula.

A Safetec Educação pode ajudar a levar essa inovação para sua escola. 

Entre em contato com a nossa equipe e saiba como podemos te ajudar a alinhar a tecnologia com seu método de ensino.

Compartilhe com seus amigos!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn