8 exemplos de tecnologia na educação: práticos e engajadores!

Com os constantes avanços tecnológicos, a tendência é preencher a sala de aula utilizando esses recursos de forma inteligente. Afinal, estão disponíveis e podem melhorar no processo de ensino e aprendizagem. 

Mas nem sempre o professor tem um repertório amplo de como usar a tecnologia na educação.

Por esse motivo, abaixo estão listados 8 exemplos de tecnologia na educação que você pode usar em sala de aula presenciais ou virtuais:

  1. Chats online (de texto e imagem) para tirar dúvidas;
  2. Construindo robôs Uso de jogos na sala de aula;
  3. Utilizando corretamente o celular;
  4. Drive de armazenamento para as atividades;
  5. Empregando a realidade aumentada na sala de aula;
  6. Usando os e-books durante a aula;
  7. Aplicativos educacionais na sala de aula.

Os recursos implementados podem ser desde os mais simples, como usar tablets e celulares no momento da aula para realizar pesquisas, assim como atividades mais complexas, como o ensino de robótica ou o uso de plataformas de ensino repletas de recursos.

Leia também: 8 ferramentas para professores: da pesquisa e organização do curso até a sala de aula

8 exemplos de tecnologia na educação

Confira estes exemplos de tecnologia na educação e descubra quais são os mais indicados para a sua matéria.

Veja também se sua escola tem os recursos necessários para a implementação dessas metodologias em sala de aula.

1. Chats online (de texto e imagem) para tirar dúvidas

Fora da sala de aula, é comum que surjam dúvidas entre os alunos sobre determinado assunto. 

No entanto, isso poderá ser resolvido com uma videoconferência por meio do Google Classroom, Meet ou até mesmo no grupo da turma via WhatsApp.

Ter a tecnologia ao nosso alcance é algo que facilita bastante. Esses sistemas de chat podem ser úteis para sanar dúvidas, postar lembretes e disponibilizar atividades e exercícios.

2. Construindo robôs

Fazer o uso de atividades recreativas é uma ótima opção para melhorar o aprendizado dos alunos. 

Algumas instituições usam a programação para dar asas à imaginação. Além de ser benéfico para promover um aprendizado mais lúdico.

A robótica é uma excelente opção para que os estudantes construam seus próprios robôs, desenvolvendo conceitos de física e matemática, por exemplo. 

Isso incentiva o estudante a criar soluções criativas para uma determinado conteúdo que está sendo estudado.

3. Uso de jogos na sala de aula

Independentemente da faixa etária dos alunos, toda pessoa já gostou ou ainda gosta de jogar. 

Por isso, e além de ser extremamente didático, levar games para a sala de aula pode ser algo bastante positivo. Principalmente quando se trata de um jogo educativo e que seja complementar ao conteúdo que está sendo ministrado na sala de aula. 

Esse processo é chamado de gamificação.

Os games podem ser jogados no laboratório de informática da instituição, promovendo uma metodologia de ensino híbrido.

Veja mais: O que é ensino híbrido: definição, vantagens e 6 recomendações fundamentais para implementar na sua escola ou universidade

4. Utilizando corretamente o celular

Competir com um smartphone é uma missão bastante complicada para o docente. Por isso, ele deve pensar além e fazer do celular o seu aliado no processo de ensino.

Dessa forma, o uso do celular na sala de aula é um dos exemplos de tecnologia na educação que pode servir para reter a atenção do aluno para o que está sendo ministrado na aula. 

Coisas simples como uma pesquisa no Google ou visualizar um vídeo no YouTube podem ser um bom uso para essa ferramenta tecnológica.

5. Drive de armazenamento para as atividades

A era de atividades impressas já passou. Atualmente, quando é repassada uma atividade para casa, ela é armazenada em um Drive online compartilhado. Isso facilitando o acesso do professor por meio de apenas um link.

Além das atividades, o docente poderá adicionar vídeos, entrevistas e reportagens, apresentações de slides, gráficos e muito mais sobre determinado assunto nessa plataforma de armazenamento.

 É uma opção que visa otimizar o tempo, assim como reduz o desperdício de folhas que serão usadas apenas uma vez.

Outra vantagem é que na nuvem de armazenamento cada assunto ficará organizado em pastas, e o estudante terá acesso ilimitado, podendo rever as atividades ao longo do período letivo.

6. Empregando a realidade aumentada na sala de aula

A questão não seria exatamente uma competição entre o celular e o aprendizado. Mas sim, qual deles desperta mais o interesse no aluno. 

Por isso, deve ser levado em consideração que os videogames e telefones são as distrações usadas para sair do mundo real.

Dessa maneira, algumas instituições recorrem para aparelhos de realidade aumentada, que usa a câmera do próprio celular para repassar os conteúdos, mostrando animações 3D incrivelmente atrativas. 

Por que não aprender sobre a Grécia Antiga utilizando a tecnologia de hologramas virtuais?

A realidade aumentada é somente mais um dos exemplos de tecnologia na educação que podem ser usados em prol do estudante.

Veja mais sobre o uso dessa tecnologia na educação neste vídeo, do Realidade Aumentada Brasil:

7. Usando os e-books durante a aula

Seja estudante de ensino médio ou da graduação, uma coisa é certa, sempre existirão livros didáticos que são utilizados como ferramenta complementar na compreensão dos conteúdos.

Assim, visando imprevistos, como quando o estudante esquece o livro ou o perde, a solução mais viável é a utilização de e-books durante as aulas. 

Isso fará com que os alunos não precisem carregar entre 3 a 4 livros por dia em sua mochila, ocasionando um problema de saúde.

Mesmo nas instituições que não possuem laboratórios de informática, tablets e os próprios celulares dos alunos pode ser usados para a leitura.

E mais, além dos e-books serem mais simples de carregar, contam com recursos extras como ativação de voz, animações e programas de interação.

8. Aplicativos educacionais na sala de aula

Seja no celular, tablet ou computador, a internet disponibiliza inúmeros aplicativos que podem ser úteis e complementar durante a ministração de uma aula.

Seja para aprender outro idioma, ter acesso ao atlas de anatomia, visualizar o universo ou mapas antigos, tudo pode ser feito por meio dos aplicativos educacionais.

Implementar essa técnica seria mais um dos exemplos de tecnologia na educação que fornecem o aprendizado dos alunos de uma forma lúdica.

Saiba mais: Passo a passo: como implantar o Google for Education na sua instituição de ensino em 4 etapas básicas

A Safetec Educação é especializada em ajudar instituições de ensino a utilizar o melhor da tecnologia para aprimorar o aprendizado.

Fale agora mesmo com a gente e implementa ferramentas tecnológicas de ensino em sua organização: clique aqui e descubra o melhor da tecnologia educacional